sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Fonologia


  • fono (som) + logia (estudo) = Estudo dos diversos sons de uma determinada língua.
É justamente através da combinação de cada um desses sons, chamadosfonemas, que são criadas todas as palavras usadas na nossa língua. Cada palavra, portanto, é formada por um conjunto de vários fonemas. A simples troca de um dos fonemas de uma palavra irá transformá-la em outra, de significado completamente diferente.
Ex., camelo e cabelo.
Deste modo, com poucos fonemas, é possível criar milhares de palavras.


Fonemas e Letras
  • · Na linguagem escrita, os fonemas são representados por sinais gráficos, aos quais
chamamos de letras. Entretanto, não há uma correspondência simples entre letras e fonemas.
· Há casos em que a mesma letra representa fonemas (sons) diferentes,
Ex. c em cegonha e cabelo.
· Há outros casos em que letras diferentes representam o mesmo fonema
Ex. /se/ sala e cenoura.
· Também é possível que uma só letra represente dois fonemas
Ex. o x em em táxi - ks
· ou duas letras que representem um só som
Ex. o rr em carro
· e casos em que uma letra não represente nenhum fonema
Ex. o h de hotel.
Observe a quantidade de letras e fonemas que existe em cada uma das palavras abaixo:
· hélice - 6 letras - 5 fonemas (h - não representa nenhum fonema)
· anexo - 5 letras - 6 fonemas (x - representa 2 fonemas: ks)
· coelho - 6 letras - 5 fonemas (lh - representa 1 fonema)
· acesso - 6 letras - 5 fonemas (ss - representa 1 fonema)

Sílabas
· Quando um ou mais fonemas são pronunciados numa mesma emissão de voz,
dizemos que formam uma sílaba.
· Os fonemas que formam as sílabas das palavras da língua portuguesa são
classificados em vogais, semivogais e consoantes.

Vogais
· As vogais são os únicos fonemas do alfabeto que podem ser pronunciados sozinhos,
sem o auxílio de outro fonema.
· As vogais sempre desempenham o papel de núcleo das sílabas.
· Na escrita, as vogais são representadas pelas letras a, e, i, o, u.

Semivogais
· As semivogais podem ser representadas pelas letras "e", "i", "o", "u“
· sendo que as letras "e" e "o", quando semivogais, apresentam som de "i" e "u".
· As semivogais sempre acompanham alguma vogal, com a qual formam uma sílaba.
Portanto, nunca haverá uma sílaba com apenas uma semivogal.

Como diferenciar as vogais das semivogais
· Se na sílaba só há uma letra que representa vogal (a, e, i, o, u), esta é
necessariamente uma vogal, pois as semivogais não aparecem sozinhas na sílaba, mas
apenas acompanhadas por uma vogal.
· Outra dica simples é observar se na mesma sílaba há a letra "a“, neste caso a outra
letra será semivogal, pois o "a" sempre será vogal.
Ex. história, nódoa
· As vogais sempre possuem som mais forte em relação às semivogais. Assim, se na
mesma sílaba houver duas ou três letras que representam semivogais (e, i, o, u) a vogal
será sempre a que tiver som de "e" ou "o" (som mais forte), enquanto as semivogais
serão as que tem som de "i" ou "u" (som mais fraco).
Ex. beijo, breu, mausoléu, herói
· Caso haja uma sequência de letras que representam vogais e os sons de "i" e "u"
sejam tão fortes como os outros sons ("a", "e", "o"), estas letras não estarão na mesma
sílaba e formarão um hiato, como veremos mais adiante.
Ex. coroa, boa, juiz

Confira:
Fios - o: vogal (i também é vogal - i-o: hiato)
Portais - i: semivogal (a é vogal - ai: ditongo decrescente)
Vaca - a: vogal (a sempre é vogal)
Averiguei - e: vogal (u e i são semivogais - uei: tritongo)
Voltou - u: semivogal (o é vogal - ou: ditongo decrescente)
Campeões - o: vogal (e é semivogal - õe: ditongo decrescente)
Água - u: semivogal (a é vogal - ua: ditongo crescente)

Encontros Vocálicos
· Os encontros vocálicos são agrupamentos de vogais e semivogais, sem consoantes
intermediárias. É importante reconhecê-los para fazermos a correta divisão silábica dos
vocábulos. Existem 03 tipos de encontros vocálicos: ditongos, tritongos e hiatos.
· Ditongo é o encontro de uma vogal com uma semivogal ou de uma semivogal com
uma vogal. Em ambos os casos, vogal e semivogal pertencem a uma mesma sílaba. Os
ditongos podem ser classificados de duas formas:
· Quanto à posição da Vogal e Semivogal: crescentes ou decrescentes;

Ditongos crescentes: ditongos em que a semivogal vem antes da vogal.
Ex: água, qual, mágoa, glória, mandioca, pátria, sério.

Ditongos decrescentes: ditongos em que a vogal vem antes da semivogal.
Ex: moita, cai, mói, mãe, céu, caule.
· Quanto à Pronúncia: orais ou nasais.

Ditongos orais: ditongos que podem ter pronúncia fechada.
Ex: meu, doido
... ou aberta.
Ex: ideia, rói

Ditongos nasais: ditongos com som nasalizado e pronúncia fechada. Podem ser
representados por vogal e semivogal ou pelas vogais A e E seguidas de M no final da
palavra.
Ex: mãe, pão, falam (fálãu), batem (bátêi), alguém (alguêi)

· Tritongo é a sequência formada por uma semivogal, uma vogal e uma semivogal,
sempre nesta ordem. O tritongo pertence a uma única sílaba:
Ex: Pa-ra-guai, quão
· Podem ser, de acordo com a natureza da vogal,
orais...
Ex: Uruguai, averiguei, redarguiu, enxaguou
Ou nasais...
Ex: saguão, enxáguam, enxáguem, saguões

· Hiato é o encontro de duas vogais numa mesma palavra.
Como em uma sílaba só pode haver uma única vogal, os hiatos são sempre separados na
separação silábica.
Ex: sa-í-da, mo-o, ru-im, pa-ís, ci-ú-me.

CONSOANTES

· Os outros fonemas denominam-se consoantes, e apenas são pronunciados quando
combinados com alguma vogal.
· O termo consoante também é usado para classificar as letras do alfabeto, por causa
dos sons que elas representam.
· No alfabeto português são chamadas de consoantes: B, C, D, F, G, H, J, K, L, M, N,
P, Q, R, S, T, V, X, W, Y, Z.

Encontros consonantais
· Ocorre encontro consonantal quando há, em uma palavra, uma sequência de fonemas
consonantais, sem nenhuma vogal intermediária.
· Os encontros consonantais são Perfeitos quando aparecem numa mesma sílaba,
normalmente quando uma consoante é seguida por "r" ou "l" ou em grupos
consonantais que aparecem no ínicio de palavras.
Ex: pra-to, fla-tu-lên-cia, bro-to, fro-ta, pneu-má-ti-co, gno-mo, psi-co-lo-gia
· São chamados Imperfeitos quando aparecem em sílabas diferentes.
Ex: cor-ja, ad-vo-ga-do, ab-du-zir, sub-so-lo, rit-mo, al-ge-mar, cos-tas

Dígrafo
· Dígrafo, do grego di (dois) e grafo (escrever), também conhecido por digrama (di -
dois e gramma - letra), ocorre quando duas letras representam um único fonema.
· Apesar de alguns dígrafos serem compostos por duas consoantes, eles não formam
um encontro consonantal, pois representam um só fonema.
· Podemos dividir os dígrafos da língua portuguesa em dois grupos: os dígrafos
consonantais (que representam consoantes) e os dígrafos vocálicos (que representam
vogais nasais)

· Dígrafos Consonantais Inseparáveis
(pertencem à mesma sílaba)
CH - cachorro, chuva, China, cheio;
LH - pilha, galho, velho, malha;
NH - banha, ganhar, vinho, sonho;
GU - guerra, seguinte, águia, guitarra;
QU - leque, quebra, aquilo, questão.

· Dígrafos Consonantais Separáveis
(por convenção, se separam na divisão silábica)
RR - bairro, erro, burro, carro;
SS - asseio, passo, assunto, pássaro;
SC - descer, piscina, ascensão, descendente;
SÇ - desça, cresço, nasço, nasça;
XC - excitado, exceção, exceder, exceto;
XS - exsuar e exsudar (sinônimos de transpirar);
· Em palavras em que as letras GU, QU, SC e XC se pronunciam, não há dígrafo,
como nos exemplos abaixo:
GU - aguentar, linguiça, água, agudo;
QU - cinquenta, frequente, aquarela, aquoso;
SC - escada, escalada, fusca, escama;
XC - exclamar, exclusivo, excluir;
Obs.: As letras GU e QU só serão dígrafos quando, seguidas por E ou I, e U não
pronunciado

· Dígrafos Vocálicos (que representam vogais nasais)
AM - tampa, rampa, bamba, campo;
AN - santa, janta, sangue, mangue;
EM - tempo, sempre, lembro, templo;
EN - venda, tento, sente, vento;
IM - limpo, limbo, ímpeto, imparcial;
IN - tingir, linda, finta, ginga;
OM - ombro, rombo, computador, comprometido;
ON - sonda, ronda, tonto, fronte;
UM - jejum, nenhum, tumba, cumprir;
UN - mundo, fundo, nunca, sunga;

· Lembre-se:
Quando o AM e EM aparecem no final de uma palavra, não são dígrafos, e sim
ditongos nasais.
Exemplos: falam (fálãu), batem (bátêi), alguém (alguêi)

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                Nenhum comentário:

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                Postar um comentário

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                Não deixe de comentar!!! Obrigada pela visita.